Sponsored Post Learn from the experts: Create a successful blog with our brand new courseThe WordPress.com Blog

Are you new to blogging, and do you want step-by-step guidance on how to publish and grow your blog? Learn more about our new Blogging for Beginners course and get 50% off through December 10th.

WordPress.com is excited to announce our newest offering: a course just for beginning bloggers where you’ll learn everything you need to know about blogging from the most trusted experts in the industry. We have helped millions of blogs get up and running, we know what works, and we want you to to know everything we know. This course provides all the fundamental skills and inspiration you need to get your blog started, an interactive community forum, and content updated annually.

População em saia justa no transporte

Estamos vivendo um momento de letargia da população. A cada momento e mobilidade aumentando, nossa região está sendo invadida de veículos que foram utilizados em outros estados já usados, e maquiados com nova pintura nos enganando.

Na cidade de SA vários carros (ônibus) da carroceria NEOBUS que eram usados na cidade do Rio de Janeiro, como BRT, foram comercializados, negociados com empresários do ABC e reutilizados em linhas como T17, I04, I05 por exemplo. Fácil identificar pela placa com letra L, só trocado a chapinha que identifica a cidade. Já noutra situação uma empresa de Mauá possui carros vindo de Manaus, capital do Amazonas para serem utilizados nas linhas intermunicipais, da EMTU, na cidade.

A População já está acostumada, apesar de reclamarem. Os tempos hoje são outros, já que muitas empresas terão que se adaptar ao clima que a cada época sobe a temperatura no geral e precisa ter ar condicionado. No momento a única empresa que se prontificou a adotar o esquema foi da Viação ABC, de SBC que comprou 22 unidades CAIO Apache Vip.

A EAOSA, S.Camilo, Publix, Urbana, Ribeirão Pires, Riacho Grande, ainda não se comprometeram, ou seja a população sua e muito antes mesmo de entrar no trabalho.

Desde a morte de Celso Daniel eu sinto que o andreense  ficou estático, tomou uma dose exagerada de anestésico, pois não tiveram coragem de reagir, se manifestar, ou protestar contra esses descasos com a cidade, que poderia ser bem mais adequada e mais qualificada, adiantada diria pelo nível de classe que é.

Santo André pelo que assisti desde quando vim morar aqui, do seu progresso, grandes empresas, muito trabalho, regrediu. Mesmo conseguindo estar na melhores colocações, ainda é atrasada, em muita coisa. Podemos ser melhor, mas é preciso que a população contribua, se engaje por melhorias, reclame do que está errado, irregular ou anormal..

Digo isto porque à partir de 2009 decidi voltar à cidade que me adotou (ou seria eu a adotá-la?) e comecei um trabalho comunitário, à partir da recuperação da rua que me viu crescer, a Urucânia. Daí por diante meti a mão na política da cidade. A principio foi um mar de rosas. Consegui mandar recapeá-la, as praças foram remodeladas, faixas de pedestres refeitas, abrigos foram implantados na Rua Hortensias, e alguns tapa-buracos.

Com passar do tempo acabei virando pedra no sapato de servidores infelizes, secretários de obras e trânsitos que ignoravam meus pedidos. Fora a mudança no sistema de pedidos no subterrâneo da PMSA (agora COLAB) a coisa foi continuando, trocas de prefeitos, mas os servidores são os mesmos e possivelmente com passar das gestões eles não deveriam ter reajustes, daí a má vontade em ordenar serviços..

Por fim, na cidade as pessoas mantém a suas mentes no Stand By, não exigem, não protestam, não reclamam a quem de direito e assim os donos de empresas de transportes se locupletam, fazem vista grossa, viram as costas para o andreense.

ACORDA SANTO ANDRÉ…20200315_161014Transporte no ABC

BANHEIROS PÚBLICOS UMA NECESSIDADE VITAL À TODOS.

É fato que nossa cidade necessita de banheiros públicos haja visto a movimentação de milhares que se convergem para o centro da capital, ainda no século XXI.

Um plano bem conceituado seria a colocação em pontos estratégicos da cidade, banheiros químicos (usados inclusive em eventos, shows a céu aberto), à partir da 8hs quando começa o expediente na cidade, até as 18hs. Após esse horário é feito o recolhimento para depósito de limpeza, destas unidades e no dia seguinte sendo repostos,  aleatóriamente em outros locais. Claro que com supervisão de uma empresa terceirizada, para que se evite vandalismos, depredações por exemplo.

Não é justo o acordo feito (elaborado pelo ex vereador Andrea Matarazzo), com comerciantes do centro, onde cada um, liberaria ao público, gratuitamente, poderia fazer propaganda de seu comércio. Oras, mas se num restaurante, na hora do almoço, adentrar um morador de rua para utilizá-lo, como ficaria o ambiente? Nenhum comerciante gostaria disso. Perderia clientes com certeza.

Os vereadores da cidade não dão muita importância à isso. Não tem a noção de que todos sem exceção tem necessidades básicas..a fazer. O poder público tem essa obrigação, para com todos.

(Orlando)..dez 201820181218_095914